Arroz carolino de Maiorca no grupo de Indicação Geográfica Protegida

Arroz carolino de Maiorca no grupo de Indicação Geográfica Protegida
A Comissão Europeia acrescentou hoje o arroz carolino do Baixo Mondego à lista de produtos com Indicação Geográfica Protegida.
O arroz carolino cultivado na região do Baixo Mondego é de grão longo e branco e, em termos climáticos, o Baixo Mondego, é uma região distinta de todas as outras produtoras de arroz, designadamente do Vale do Tejo e do Sado, havendo na fase de maturação do grão de arroz uma acentuada descida da radiação global, tornando o processo mais constante e mais prolongado, designando-se por maturação lenta e específica do Arroz Carolino do Baixo Mondego.
O Baixo Mondego tem menor número de horas de luz, temperaturas médias mais amenas e amplitudes térmicas mais suaves, com uma humidade relativa do ar considerável e ainda uma menor radiação global.
A produção do Arroz Carolino do Baixo Mondego, desde a sementeira à colheita, tem lugar na área geográfica que está circunscrita às a várias freguesias de entre as quais o Alqueidão, Lavos, Paião, Borda do Campo, Maiorca, Ferreira-a-Nova, Santana, Vila Verde, Tentúgal, Carapinheira, Montemor-o-Velho, Gatões, Abrunheira, Liceia, Verride, Ereira, Vila Nova da Barca, Pereira e Santo Varão, entre outras.
O arroz carolino do Baixo Mondego junta-se à lista de mais de 1.200 produtos já protegidos como Indicação Geográfica Protegida.

fonte:lusa
Mensagem mais recente Mensagem antiga Página inicial
 
Copyright © 2014 .:Maior Cá:.
Template. Catatan Info